segunda-feira, 28 de março de 2011

Livro " A Cidade Perdida " de James Rollins

O tempo para ler não tem sido muito, mas tenho sempre um livrinho na mesa de cabeceira que tento ler sempre que posso, e neste momento estou nas últimas páginas deste " A Cidade Perdida " de James Rollins e sendo o primeiro livro que estou a ler deste autor está-me a surpreender pela positiva. 
Pelo que pude perceber este éo primeiro livro da série Sigma, que tem sempre como personagens centrais operacionais da força de elite Sigma.
Neste livro o operacional da Sigma, Painter Crowe e a sua recente colega Novak, são enviados para Londres como cientistas, para investigarem uma explosão no British Museum, que acreditam ter sido provocada por antimatéria. Na sequência disto, descobrimos que há uma entidade criminosa interessada no mesmo acontecimento - a Guild, liderada no campo pela ex parceira de Painter na Sigma, Cassandra.
Chegando à conclusão que a antimatéria se encontrava surpreendentemente armazenada num artefacto muito antigo, proveniente dos desertos da arábia, rapidamente a investigação se orienta para esse local, em busca de uma cidade perdida de Ubar, que poderá ter muitas respostas no que concerne à antimatéria.

Este livro tem acção a um ritmo frenético, quase de nos deixar sem fôlego, em que o autor conseguiu misturar  acção com personagens com histórias muito interessantes e elementos científicos que se conjugam com elementos místicos.
Principalmente por ser fã deste tipo de livros, acho que fiquei fã da série e vou ter que arranjar mais espaço lá na prateleira para o resto dos livros da série.

Entretanto deixo-vos aqui a sinopse:

Uma noite de tempestade, a restauradora Safia al-Maaz é acordada por uma explosão terrível. Minutos depois, um telefonema confirma-lhe o pior: a Galeria Kensigton do Museu Britânico, da qual ela é a principal responsável, foi destruída.
A estranha explosão teve origem numa estátua milenar, aparentemente normal, mas após uma investigação descobre-se no seu interior um coração de metal com uma inscrição em Sabeo, a antiga língua dos povoadores da Arábia: Ubar é o nome da mítica cidade das mil colunas, a capital da rainha de Sabá, que desapareceu sob a areia há milhares de anos, devido ao seu orgulho e opulência. Safia, acompanhada pela sua amiga Kara Kensigton e pelo explorador e aventureiro Omaha Dunn, parte para Omã com a intenção de resolver o mistério, mas o coração é apenas o primeiro obstáculo numa cadeia de pistas e indicações que conduzem às portas de Ubar. Para o conseguirem têm de agir com rapidez, já que brevemente irão descobrir que não são os únicos interessados em averiguar o que se esconde por baixo da areia. Assim começa uma corrida impiedosa, da qual só uma das partes pode sair vencedora. 




4 comentários:

  1. Tens que ler o Mapa dos Ossos. È o único que li deste autor, ainda... Goste muito.
    Bom fim de semana ;)

    ResponderEliminar
  2. Olá,já o adquiri,mas está na prateleira á espera de vez :)

    ResponderEliminar